Defining grupe

5 12 2007

Grupe é na verdade uma simples palavra que serve para definir uma quantidade abismal de situações.

Quando estudava no Porto creio que cheguei usar algumas vezes este magnifico termo, mas foi em Braga quando conheci o geko que dei o merecido valor à palavra. O geko não é um grupes, mas é das pessoas que conheço que mais mestria tem ao pronunciar esta palavra.

Para mostrar que fui aldrabado por alguém (X) posso dizer que fui “engrupado por X”. Como é fácil de ver posso ainda caracterizar a pessoa X como um “grupista” ou “um grupes” ou ainda “engrupador”.

No meio disto tudo se ainda continuar a acreditar nos grupes do X posso-me considerar um papa-grupes.

Um grupista pode ainda ser aquele gajo que fala ininterruptamente durante uma boa meia hora e que só depois de deixarmos de ter contacto visual com o mesmo é que nos apercebemos que espremendo o que este esteve a dizer nada ou pouquíssimo se aproveita. Fica-se com aquela sensação que se fossemos nós a explicar tomaríamos no máximo 2 minutos, eliminando assim os grupes.

Se quisermos desarmar um engrupador enquanto engrupa basta para isso atirar ao ar a palavra “grupe” para que este se pare imediatamente.

É fácil de ver que a palavra grupe usada com astúcia pode ser uma arma da retórica.

Quem estiver a pensar em comprar casa.

Advertisements




Bunny suicides

11 11 2007

Confesso que não gosto de cartoons, mas esta série do Bunny Suicides é das coisas mais hilariantes que já vi. Geralmente cartoons de uma única imagem em que o actor principal é um (ou mais) coelhinho(s) inofensivo(s) (ao contrário do dos Monty Python) que arranja das mais surpreendentes técnicas e instrumentos com o propósito de se matar. Só isto já me parece genial!

Martelos, saca-rolhas, cigarros, arcadas de edificios, foguetes, lanças, livros do Harry Potter, agrafadores, balões e até um moinho de vento. Tudo com o proposito de acabar com a sua existência. LOLZ… Muito humor negro e alguma referência a acontecimentos culturais e históricos.

Andy Riley and Kevin CecilBunny Suicides foi criado pelo brilhante Andry Riley (à esquerda), cartoonista e guionista de sitcoms Britânico. The Book of Bunny Suicides foi o livro lançado por Andry em 2003, em 2004 lançou Return of the Bunny Suicides. Ambos foram um sucesso e continuam a ser até ao dia de hoje. A editora dos livros parece que não levou a bem (como seria de esperar) a publicação ilegal de conteúdo dos livros na web (como também seria de esperar). Por isso deixo apenas como referência um desses casos.





Jeff Dunham – Achmed the dead terrorist

25 10 2007

Já à uns tempos que conhecia Jeff Dunham, ontem um amigo mostrou-me o vídeo de uma das suas personagens e decidi partilhar esta genialidade.

Jeff Dunham é considerado por muitos como o melhor ventríloquo do mundo. Ganhou em 1998 o American Comedy Award na categoria de Funniest Male Stand-Up Comic. Escreveu dois filmes Arguing with Myself e Spark of Insanity.

Deixo-vos com uma das suas personagens, Achmed the Dead Terrorist.





O mundo feito em LISP

30 09 2007





If Haskell was a car

27 09 2007

Finalmente de volta…

De facto não tenho dado muita atenção ao blog, mas quero mudar isso. De agora em diante irei mante-lo actualizado.

Começo com uma excelente ideia que encontrei aqui

  • Haskell is an incredibly elegantly-designed and beautiful car, which is rumored to be able to drive over extremely strange terrain. The one time you tried to drive it, it didn’t actually drive along the road; instead, it made copies of itself and the road, with each successive copy of the road having the car a little further along. It’s supposed to be possible to drive it in a more conventional way, but you don’t know enough math to figure out how.
  • [Monadic version:]

  • Haskell is not really a car; it’s an abstract machine in which you give a detailed description of what the process of driving would be like if you were to do it. You have to put the abstract machine inside another (concrete) machine in order to actually do any driving. You’re not supposed to ask how the concrete machine works. There is also a way to take multiple abstract machines and make a single abstract machine, which you can then give to the concrete machine to make multiple trips one after another.